Saltar navegação

News

26-04-2022

ERC awards EUR 6.9 million more to Portuguese research projects

(Only available in Portuguese)

O Conselho Europeu de Investigação (em inglês, ERC – European Research Council) anunciou hoje, 26 de abril, os resultados do concurso para atribuição das Advanced Grants, tendo sido atribuídas três bolsas a investigadores de instituições portuguesas e duas a investigadores portugueses a trabalhar no estrangeiro. Os três projetos a serem desenvolvidos em instituições nacionais captaram no total 6,9 milhões de euros em financiamento europeu, o que representa 1,1% do total do concurso.

ercgrants

As Advanced Grants do ERC são destinadas a Investigadores Principais (PI) ativos que, nos últimos 10 anos, tenham um histórico de realização de investigações originais e resultados relevantes. Para Portugal trata-se de um resultado excelente, considerando que nos últimos 8 concursos nas Advanced Grants a investigação portuguesa tinha conseguido apenas ter 8 projetos aprovados no total, ou seja, uma média de 1 projeto por concurso anual.

Os projetos selecionados são de áreas científicas tão diversas como a astrofísica, a gravitação, a arqueologia e a economia. Os projetos que serão desenvolvidos em instituições portuguesas são “Dispersals, resilience, and innovation in Late Pleistocene SE Africa”, liderado por Nuno Bicho (Universidade do Algarve); “Finding ExoeaRths: tackling the ChallengEs of stellar activity”, liderado por Nuno Santos (Centro de Investigação em Astronomia e Astrofísica da Universidade do Porto); e “Black holes: gravitational engines of discovery”, liderado por Vítor Cardoso (Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento). O Centro Interdisciplinar de Arqueologia e Evolução do Comportamento Humano da Universidade do Algarve, onde está sediado Nuno Bicho, regista assim 3 bolsas do ERC no âmbito do Horizonte Europa; por sua vez, tanto Nuno Santos como Vítor Cardoso já tinham recebido, em edições anteriores e noutras modalidades de concurso, bolsas do ERC.

Entre os projetos de investigadores portugueses a trabalhar no estrangeiro, incluem-se um projeto na área da economia, “The distributional consequences of inflation”, liderado por Ricardo Reis (London School of Economics and Political Science), e, outro na área da astrofísica, “The 3D motion of the interstellar Medium with ESO and ESA telescopes”, liderado por João Alves (Universidade de Viena).

Com estas bolsas, a investigação portuguesa conta já com cerca de 30 milhões de euros captados em financiamento do ERC, no âmbito do Horizonte Europa (2021-2027). Para além dos projetos selecionados para as Advanced Grants, tinha já sido anunciada a atribuição a investigadores de instituições portuguesas de 5 Starting Grants, 4 Proof of Concept Grants e 5 Consolidator Grants.

News archive ›