Saltar navegação

Notícias

26-11-2021

Membros da Iniciativa de Programação Conjunta em Património Cultural e Mudança Global reuniram em Lisboa

O Comité Executivo e o Conselho de Administração da Iniciativa de Programação Conjunta em Património Cultural e Mudança Global (em inglês JPI CH - Joint Programming Initiative on Cultural Heritage and Global Change) reuniram-se em Lisboa nos dias 18 e 19 de novembro. O encontro teve como objetivo partilhar o resultado do trabalho o desenvolvido ao longo de 2021 e discutir ações futuras no âmbito do apoio à investigação na área do património cultural, nomeadamente a implementação dos próximos concursos para projetos transnacionais conjuntos, um dos quais em parceria com a JPI Clima, assim como as atividades de disseminação no âmbito da Presidência Francesa do Conselho da União Europeia.

A JPI CH, criada em 2010 com base num instrumento lançado pela Comissão Europeia, é uma Iniciativa impulsionada pelos Estados-membros, reunindo organizações nacionais de financiamento de investigação, ministérios e conselhos de investigação da Europa para enfrentar os desafios societais do Espaço Europeu da Investigação.

O encontro decorreu em formato híbrido, tendo a parte presencial decorrido nas instalações da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e do Museu do Azulejo. Contou com a participação presencial de 18 representantes da JPI, entre os quais o seu Presidente, Pascal Liévaux, e um dos seus Vice-Presidentes, Charles Giry-Deloison.

Portugal integra a JPI CH desde 2014. A representação nacional tem sido assegurada pela FCT, que passou agora a ter como parceiro a Direção-Geral do Património Cultural, organismo que participou pela primeira vez nos trabalhos da organização.

Este encontro em Lisboa contou com o apoio do Museu Nacional do Azulejo, que acolheu os participantes nas duas tardes de trabalhos, para a apresentação de projetos de investigação científica e tecnológica na área do azulejo, assim como para a apresentação das coleções do próprio Museu. A conservação e a divulgação do património cultural em Portugal foram dois dos aspetos importantes focados. Os participantes foram ainda surpreendidos por um desafio lançado pelo Museu do Azulejo para colaborarem numa atividade de caráter cultural e lúdico. A atividade, aceite por todos com bastante entusiasmo, consistiu na pintura de um azulejo e a peça criada foi levada consigo para os seus países.

Arquivo de notícias ›